sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Dia V

Cheguei lá eram, mais ou menos, 11:45h. Estavam dois senhores à minha frente, a minha senha era a número 58. Era meio dia e nada de nos chamarem, ninguém passava, as salas vazias... Até que a minha mãe pergunta a um dos senhores se estava ali para levar alguma vacina, ele disse que sim e acrescentou que já estava à espera à 3 horas.
Mãe - 3 horas?! Só para levar uma vacina? Então mas não está ninugém de serviço?
Senhor - Estar está mas estão todos a comer bolinhos e a beber vinho numa festa que eles lá têm.
Mãe - Numa festa?!
Depois passou uma médica e a minha mãe foi perguntar se era ali que se recebiam as vacinas ou não. Era ali. Mas já estavamos à espera e ninguém nos chamava.  "Eu já chamo alguém", disse ela. Foi e quando voltou disse: "Pois, é que estamos a fazer uma festa de despedida porque uma colega se vai reformar e nós estamos todas cheias de inveja." Um dos senhores idignado disse-lhe logo: "Mas vocês estão em festa no horário de expediente?! Está aqui uma pessoa à espera para levar uma vacina e está tudo a festejar. É que eu tenho de entregar um documento no outro lado da cidade ao meio dia e ainda estou aqui! Vocês estão em festinhas e eu tenho de cumprir compromissos!" A médica nem pestanejou!
Lá fomos todos atendidos, mas agora digam-me, era preciso "descascar" uma pessoa para perberem que não deviam estar a fazer festinhas?!

O resto já não conto porque foi uma desgraça, mas sobrevivi (o pior é que já sei o que me espera na próxima vez!)... *lalala*

1 comentário:

  1. Que estupidez, essa gente não tem a noção do ridículo.

    ResponderEliminar

Share some love and leave a comment! ;)